Augmented Humanity

Ficha Técnica: 

Entidade Promotora: Bosch Termotecnologia S.A.

Entidades copromotora: AAPICO Maia S.A., Altice Labs,  CCG, Associação Fraunhofer Portugal Research, TICE.PT, ATENA-Automação Industrial, BOSCH SEecurity Systems - Sistemas de Segurança, BOSCH Termotecnologia, CENTITVC, Critical Manufacturing, EPL - Soluções Industriais, Globaltronic – Eletrónica e Telecomunicações, Ground Control Studios, Huawei Tech.Portugal - Tecnologias de Informação, ICC - Indústrias e Comércio de Calçado, IKEA Industry Portugal, Instituto de Telecomunicações, Microplásticos, Universidade do Porto - Faculdade de Ciências, OLI - Sistemas Sanitários, Universidade do Aveiro, Universidade do Porto - Faculdade de Engenharia

Instrumento: SI I&DT Empresarial (Programas Mobilizadores)

Investimento Elegivel: 8.184.504,14 €

Cofinanciamento FEDER - COMPETE 2020: 4.823.523,11 €

Cofinanciamento FEDER-Lisboa 2020: 375.586,02 €

Investimento TICE.PT: 93.097,73 €

Cofinanciamento TICE.PT: 69.820,82 €

Data de Inicio: 01/07/2020

Data de conclusão: 30/06/2023

Entidade Cofinanciadora: COMPETE2020, Lisboa2020, P2020 e União Europeia

Entidades Financiadoras: 

 

 

O mobilizador AUGMANITY é um projeto estruturante que ambiciona antecipar o futuro, desenvolvendo tecnologias amigáveis, imersivas e de suporte em ambientes de produção industrial. Através de uma estratégia coordenada entre os parceiros industriais e os centros de investigação, este projeto visa alavancar os seus resultados em diversos setores, onde o conhecimento gerado será explorado por meio de atividades de criação, disseminação, transferência e incorporação de tecnologias, sendo que culmina em um objetivo mais amplo resumível no crescimento operacional e de negócio com uma abordagem centrada nas pessoas/colaboradores. Posto isto, o projeto pretende dar resposta a alguns desafios aplicáveis ao ambiente industrial, pelo desenvolvimento de tecnologias e ferramentas relevantes que tornem os processos industriais mais eficientes, menos impactantes na saúde dos trabalhadores, reduzam o risco e que preparem e adaptem quer os processos quer os recursos humanos para os novos paradigmas da digitalização  Indústria 4.0.

O projeto apresenta um consórcio formado por 15 empresas e 8 entidades de I&D, as quais são coordenadas pela BOSCH TERMOTECNOLOGIA. Encontra-se segregado em 6 PPS (Produtos, Processos e Serviços) que visam o desenvolvimento de soluções inovadoras e integráveis em ambiente industrial.

 

O Projeto AUGMANITY  assenta, essencialmente, em três pilares/desafios principais, nomeadamente a melhoria da eficiência dos processos industriais, bem como correspondente redução de emissões, o desenvolvimento e adequação dos processos produtivos de acordo com as características da população ativa e a preparação dos recursos humanos para uma nova realidade industrial (indústria 4.0). Para dar resposta aos desafios referido, através das tecnologias a serem desenvolvidas, bem como pelo impacto positivo na produtividade das indústrias, o projeto visa o desenvolvimento de produtos, processos e serviços em cinco áreas tecnológicas principais, que no seu conjunto desenvolverão tecnologias de suporte às pessoas que operam em ambientes industriais: Ergonomia e Robótica; BigData; Conectividade, IoT e 5G; Visão rtificial e RA/RV e; Talentos e contribuição para a sustentabilidade e atratividade da indústria.

O projeto Augmanity inside sobre as áreas tecnológicas a seguir indicadas:

Visa dar resposta a um conjunto de desafios sociais através do desenvolvimento de tecnologias e ferramentas que procuram incentivar a atração, desenvolvimento e retenção dos recursos humanos numa indústria em processo acelerado de digitalização.

  • Tecnologias da Informação e Telecomunicações (TIC)
  • Automação e Robótica
  • Eletrónica e Instrumentação

 

Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos

Desenvolver tecnologias relevantes que tornem os locais de trabalho na indústria mais atraentes; Otimizar a definição das tarefas de trabalho de forma a minimizar ou eliminar os problemas de saúde, melhorando a ergonomia; Desenvolver tecnologia ara o novo paradigma da digitalização; Usar ferramentas inteligentes para medir promover o desempenho, a motivação e a valorização dos colaboradores; Aproveitar a integração dos sistemas ciberfísicos e a ultra-conectividade na cadeia de valor industrial.